Blog Rica Perrone

logo
voltar ao blog

Três anos do 7×1

Você se lembra quando acabou aquele jogo o que a imprensa esportiva brasileira fez com o futebol brasileiro?

 

Viramos derrotados por inúmeros motivos, menos pelos 90 minutos ruins no Mineirão.  Encontramos 200 culpados, nenhum nos dizia respeito.  Apontamos o dedo para todas as direções na intenção de achar um vilão e na verdade nem sabíamos o que estávamos cobrando.

 

Hoje, 3 anos depois, a mesma CBF faz a seleção um sucesso. O mesmo Brasileirão é organizado, como já era na época. O mesmo Fred, cone, artilheiro. E o Jô, de novo, sugerido na seleção.

 

Nossos times jogam melhor. Mas não pelo trabalho de um gringo que veio revolucionar. O time do fanfarrão Renato Gaúcho joga o melhor futebol do país.

 

Quem diria? Não sei. Nós, não.

 

Nem diríamos que o Inter, exemplo então em 2014, seria rebaixado em 2016.  Ou que o Super SPFC de outrora agora passaria pelo sufoco de brigar pra não cair.

 

Sabemos pouco. E quando falamos fica mais claro ainda o quanto não sabemos o que estamos dizendo.

 

Pedimos mudanças sem saber exatamente de onde. E hoje, com os novos resultados, não sabemos identificar as mudanças.

 

O futebol brasileiro é como a sua imprensa, seus clubes, suas federações e confederações.  Ninguém sabe exatamente como aconteceu, mas vai continuar acontecendo porque nós nascemos pra jogar futebol.

 

Não fosse vocação, não sei o que seria de nós. Nem pro bem, nem pra mal.

 

 

abs,

Rica Perrone