Blog Rica Perrone

logo
voltar ao blog

Time grande cai

 

A piada é ótima, eu sou são paulino e uso. Mas é óbvio que cai. Time grande cai, mas sobe. Essa é a diferença entre os grandes e pequenos.

 

O time grande escorrega pra série B, se ajeita, volta. O pequeno as vezes fica lá batendo cabeça porque não sabe exatamente seu lugar. Os grandes sabem, e o São Paulo é muito grande.

 

A possibilidade de queda é real. Não pela pontuação somente, mas pela forma que joga, pelos problemas recentes, pela soberba cultural do clube. Enfim, por mil motivos que já levaram outros gigantes ao mesmo caminho.

 

E honestamente, não compartilho do mesmo “pânico” de alguns quanto ao rebaixamento. SE acontecer, sobe ano que vem. Tudo bem. Aconteceu com outros tantos pelo mundo e não fossem campeonatos tão discrepantes com só 2 ou 3 times fortes haveria ainda mais casos pela Europa também.

 

Aqui são 12. Ou seja, 8 candidatos a queda, 4 vagas. Não é um absurdo cair num Brasileirão.

 

O São Paulo teve ontem no Morumbi 50 mil motivos pra não cair. E terá sempre que precisar num grande jogo a preços aceitáveis ainda sob ameaça. A motivação de um torcedor é o céu ou o inferno. O pior cenário é a zona intermediaria, onde nada se disputa.

 

Time grande cai. Time grande entra em crise. Time grande atrasa salário.

 

O que time pequeno não faz é achar 50 mil pessoas dispostas a tira-lo da lama numa segunda-feira a noite.  E isso não é porque há ali um perfil fiel idealizado pela loucura de ser melhor em tudo. Mas porque todo time quando caminha pro título, pra alguma conquista de vaga ou pra não cair, ganha o fator paixão.

 

Ele é forte. Mas tem preço. E 20 reais, dá pra pagar.

 

A esse preço, no Morumbi de ontem, o São Paulo não cairá.  No de 15 mil pessoas, é bem possível que caia.

 

E há quem diga que futebol é negócio apenas e que se tem quem pague, que seja caro e dane-se.

 

 

abs,

Rica Perrone